Novo post criado em 30 de Jul de 2022 as 15:18:35

Foi lançada oficialmente nesta sexta-feira, 29, no auditório do Ministério Público da Paraíba, em Campina Grande, a Campanha “Quem Dá esmola, não dá futuro”. A iniciativa é fruto de uma parceria da Prefeitura com o Ministério Público da Paraíba, entidades da sociedade civil e igrejas de Campina Grande.

A campanha tem como objetivo conscientizar a população campinense de que o ato de dar esmola acarreta, sobretudo, para que as crianças e os adolescentes permaneçam em situação de rua, perpetuem relações de dependência química, sejam exploradas e expostas a todos os tipos de violência.

Além de evidenciar o que este tipo de ato provoca, também a campanha buscará apontar soluções, a exemplo do encaminhamento aos diversos serviços oferecidos pelo Município. Para tanto, as pastas do governo municipal estarão trabalhando de forma integrada no enfrentamento desta dura realidade com o desenvolvimento de ações de conscientização e de assistência às famílias carentes de apoio social.

Durante a solenidade, quem representou o prefeito Bruno Cunha Lima foi o secretário municipal de Educação, Raymundo Asfora Neto, que chamou a atenção para a gravidade do problema, que exige a união e parceria das diversas instituições sociais campinenses. No caso da educação, destacou a meta de ampliação do ensino integral para mais 10 escolas no Município.

Raymundo Asfora ainda defendeu a presença de equipes da prefeitura e das instituições sociais nas ruas da cidade, acompanhando em locais onde estão instalados sinais de trânsito, o dia a dia das crianças que se submetem à humilhante tarefa da mendicância. Tal ação dará visibilidade à campanha, elevando o nível de conscientização e participação da sociedade nesta iniciativa.

Além do secretário, tiveram a oportunidade de falar sobre a importância e os objetivos da campanha Taíse Barbosa (representante da Semas), Lana Menezes (representante dos Conselhos Tutelares), Renata Andrade (presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente), Aécio Melo (procurador geral do Município), Juliana Couto (promotora da Infância e da Juventude), Raulino Maracajá (promotor do Ministério Público do Trabalho), e vereador Aldo Cabral (representando a Câmara Municipal).

Ao final da solenidade, o secretário chefe de Gabinete, Gilbran Asfora, também destacou a política de integração entre as diversas pastas do governo e instituições sociais em prol das causas das crianças e adolescentes, como também efetivou a entrega de um aparelho celular e um chip, com o número 98640.8537, para o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de Campina Grande tirar dúvidas, esclarecer objetivos e orientar a população como fazer as doações

Por sua vez, o jornalista Marcos Alfredo, coordenador de Comunicação Social da Prefeitura de Campina Grande (Codecom) fez uma exposição técnica da campanha, apresentação do conceito e d as peças de divulgação a campanha Quem Dá Esmolas, Não Dá Futuro.

Ainda prestigiaram o evento, entre outras autoridades, os secretários Gisele Sampaio (Cultura) e Vanildo Leite (Juventude, Esporte e Lazer), além do major Hilmário Xavier (Polícia Militar), e de representantes de várias entidades e segmentos.

Codecom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.