Novo post criado em 27 de Jul de 2022 as 07:18:41

Implantada em março deste ano, a Central de Transferências já realizou, até o último mês de junho, cerca de cinco mil remoções inter-hospitalares, o que representa uma média de mais de 160 transferências por dia. Tendo em vista a importância e o sucesso desse serviço de transporte para a transferência de pacientes, como também a alta demanda de solicitações apresentada no Município, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Campina Grande adquiriu mais duas ambulâncias, totalizando seis carros.

O serviço foi criado com o objetivo de otimizar o transporte de pacientes da rede de urgência e emergência. A Central trouxe melhoria na logística de transferência de pacientes da rede de saúde. O transporte intra-hospitalar é o encaminhamento temporário ou definitivo de pacientes dentro do ambiente hospitalar por profissionais de saúde, seja para fins diagnósticos ou terapêuticos.

Uma vez diagnosticada a necessidade de transferência para outro hospital e feita a regulação da vaga com hospital de destino, o médico plantonista ou supervisor do serviço de origem entra em contato telefônico com a Central de Transferência para realizar o transporte. Também é possível acionar o serviço para transporte de passageiros que receberam alta hospitalar, mas que ficarão em tratamento de home care, quando necessário o traslado de ambulância até o domicílio.

As solicitações devem partir sempre das próprias unidades hospitalares. O contato telefônico, com a Central de Transferência, pode ser feito pelo telefone (83) 3315-5126 ou pelo WhatsApp (83) 99667-8086. As equipes dos hospitais também podem fazer agendamento de transferência com antecedência de até 24h, facilitando a logística e o cumprimento do horário estabelecido.

Além de transferências hospitalares, as ambulâncias do Saúde de Verdade atuam em eventos da Secretaria de Saúde, como aconteceu no São João deste ano. Só no mês de junho foram realizados 1.555 atendimentos, dando mobilidade à rede de urgência e emergência. As ambulâncias contam também com o transporte social de pacientes acamados e dependentes de suporte de oxigênio, promovendo transporte de qualidade em saúde.

“Nossa meta é estar perto de quem precisa com uma logística avançada, promovendo mobilidade de pacientes, fazendo com que, seu tratamento ou diagnóstico, seja iniciado em um curto espaço de tempo”, disse o coordenador da Central de Transferências e do SAMU, médico Ismael Kim.

Codecom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.