Novo post criado em 19 de Jul de 2022 as 07:23:28

Neste domingo, último dia dos festejos no distrito, uma adolescente foi ferida no rosto pelo padrasto e procurou a equipe para formalizar a denúncia

No último final de semana d’O Maior São do Mundo no distrito de Galante, a equipe que atuou na 2ª Ação Intersetorial de Proteção à Criança e ao Adolescente, realizada pela Prefeitura de Campina Grande por meio da Secretaria de Assistência Social (Semas), realizou as últimas abordagens e orientações para coibir o trabalho infantil e qualquer outro tipo de abuso contra crianças e adolescentes no distrito.

E no domingo, 17, último dia das festividades em Galante, uma jovem de apenas 16 anos procurou a base onde a equipe ficou instalada para denunciar uma violência doméstica. A adolescente foi ferida no rosto, pelo padrasto, e procurou a equipe, formada por assistentes sociais e técnicos, para formalizar a denúncia.

“Ao tomar conhecimento do nosso trabalho, aqui no distrito, a jovem nos procurou, depois de ter sido ferida no rosto por um copo arremessado pelo padrasto. De imediato, fizemos o encaminhamento ao serviço de saúde e, ao mesmo tempo, acionamos o Conselho Tutelar para dar andamento às medidas cabíveis”, disse Jussara Melo, coordenadora do PETI/CG. O trabalho da 2ª Ação Intersetorial de Proteção à Criança e ao Adolescente, que acontece pelo segundo ano em Galante, é realizado através do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI).

Um outro caso foi a abordagem de um garoto, de 12 anos, que estava recolhendo latinhas de bebidas. O adolescente afirmou que estava precisando de dinheiro para comprar alimentos. Disse ainda que a mãe trabalhava, mas que pai está desempregado. O garoto recebeu orientações sobre trabalho infantil e os nomes dos pais foram levantados. Agora, o caso será acompanhado pelo Centro de Referência e Assistência Social (Cras), do bairro em que ele mora.

Trabalho de Conscientização

Comercializando na festa há 14 anos, Rafaela Matias dos Santos, elogiou o trabalho desenvolvido pela Prefeitura de Campina Grande, através da Ação Intersetorial. “Nos anos anteriores era comum a presença de crianças e adolescentes, não só em situação de trabalho infantil, como em outras consideradas de risco. Mas esse ano foi bem mais tranquilo, em virtude desse trabalho”, destacou a comerciante.

Próximo à linha do trem, onde em outros anos também era verificada a presença de crianças e adolescentes atuando como flanelinhas, encontramos uma equipe da STTP, contribuindo com o trabalho intersetorial.

“Já estou com mais de 30 anos de atuação como agente de trânsito e, em outros anos, presenciei diversas situações de trabalho infantil, aqui no distrito, envolvendo crianças e adolescentes. Este ano, de fato, está bem diferente graças a todo esse trabalho desenvolvido através da 2ª Ação Intersetorial de Proteção à Criança e ao Adolescente”, reconheceu o agente da STTP, Genário dos Santos.

“Nossa festa junina não é só a maior do mundo, no aspecto do forró, ou pela quantidade de pessoas. É da sensibilização de um projeto como esse, onde vamos, aos poucos, informando as pessoas sobre o respeito à criança e ao adolescente. Isso é fundamental. Um trabalho intersetorial, da Prefeitura, por meio da Semas. Parabéns ao secretário Valker Neves e toda a equipe”, afirmou Gilbran Asfora, secretário chefe do Gabinete do Prefeito e coordenador d’O Maior São do Mundo.

“Finalizamos, em mais um ano, uma ação que tem feito toda a diferença na vida de crianças e adolescentes. Esse tem sido um dos objetivos da Prefeitura, na gestão do prefeito Bruno Cunha Lima. Cuidar das nossas crianças e adolescentes, mas, sobretudo, conscientizar a população para que seja parceira nesse trabalho, que é realizado dia a dia, pelas unidades da Semas”, ressaltou o secretário, Valker Neves (Semas).

A diretora de Proteção Especial de Média e Alta Complexidade, Uelma Alexandre, fez uma breve avaliação dos trabalhos. “Um dos fatos positivos foi a recepção que a equipe teve, aqui em Galante, pelos comerciantes, já que eles lembraram do trabalho realizado em 2019. Achamos que, em virtude da pandemia da covid-19, poderíamos ter uma explosão de casos de violação de direitos. Mas, felizmente, não ocorreu, especialmente pelo trabalho sistemático de prevenção e acompanhamento às famílias, realizado pela equipe do CRAS Galante”, afirmou a diretora.

Uelma acredita ainda que, no próximo ano, a Ação precisará contar com uma equipe bem maior, considerando o crescimento d’O Maior São do Mundo como um todo, especialmente em Galante. A diretora informou que o resultado geral da 7ª Ação Intersetorial (realizado no Parque do Povo) e 2ª Ação em Galante será apresentado na próxima quinta-feira, 21, às 8h30, na Sociedade Médica de Campina Grande.

Codecom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.