Novo post criado em 12 de Jul de 2022 as 21:18:28

Aulas da nova turma devem começar em agosto e terão 20 vagas

A parceria entre a Prefeitura de Campina Grande, por meio das Secretarias de Assistência Social (Semas), e de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), com o Instituto Alpargatas, através do projeto “AlpaTRANSforma – Futuros Possíveis”, terá nova etapa a partir do próximo mês de agosto. O objetivo é capacitar e auxiliar o público LGBTQI+ atendido pela Semas, por meio da Coordenação de Ação e Políticas Públicas LGBT, para o mercado de trabalho.

A parceria com o Instituto, consolidada em dezembro do ano passado, tem gerado bons resultados. A última turma garantiu a qualificação de 34 alunos, desta vez, foram destinadas 20 vagas para Campina Grande. O projeto é gratuito e as inscrições poderão ser realizadas por meio do link: https://docs.google.com/forms.

As aulas acontecerão três vezes por semana, durante três meses, às segundas, quartas e quintas-feiras, com duração de 1h30 (uma hora e meia). Ao final da capacitação, os alunos serão inseridos no banco de talentos da Alpargatas e também no sistema de cadastro do Sine Municipal.

De acordo com o secretário Valker Neves, no contexto atual de crise econômica e desemprego, é importante estabelecer parcerias com empresas que estão compreendendo esse momento delicado em que o país, o estado e municípios se encontram. “Aberturas de emprego e oportunidades de capacitação serão sempre bem-vindas e a Prefeitura de Campina Grande estará sempre aberta para esse tipo de parceria”, afirmou o secretário.

Letramento Digital / SECTI

Além da oportunidade de empregabilidade de pessoas trans, travestis e outras identidades de gênero com mais de 18 anos, a parceria também visa ampliar o aprendizado dos participantes, em diversas áreas do conhecimento, buscando desenvolver inclusive a educação digital.

“Esta é mais uma grande contribuição para promoção da igualdade de oportunidades com inclusão e diversidade amplas”, declarou Berivaldo Araújo, diretor do Instituto Alpargatas.

De acordo com Laryssa Almeida, secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, para as novas turmas deste Projeto a SECTI ampliou a grade de capacitação para os profissionais trans e travestis, atuando de forma afirmativa ao lado da Semas e do Instituto Alpargatas, estimulando a visibilidade, segurança e o respeito às pessoas LGBTQI+. “A diversidade faz parte da sociedade e queremos construir uma cidade cada vez melhor para todos”, disse a secretária.

Codecom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.